• Ana Lobo

10 coisas que não deve dizer/fazer a um maquilhador

A profissão de maquilhador é muito gratificante pelo facto de poder expressar o lado mais criativo no rosto das suas clientes e de o seu trabalho fazer a diferença nos momentos mais marcantes ou até mesmo no dia-a-dia. A forma como se apresenta profissionalmente dita a forma como se relaciona com os clientes e outros colegas. Não chega ser bom profissional, tem também que ser um bom ser humano e conseguir manter uma postura elegante de início ao fim.

No entanto, também é uma profissão bastante desgastante física e psicologicamente. São horas em posições ingratas que ditam um futuro pouco risonho para a coluna, em épocas festivas passam os dias a correr de um lado para o outro sem tempo para refeições, mesmo estando doente e cansado tem que prestar o serviço com a mesma simpatia e profissionalismo e tem que lidar com todo o tipo de pessoas. Apesar de o saldo ser positivo, regra geral, existem situações que podem mesmo tirar o maquilhador mais paciente do planeta do sério. É claro que isso pode influenciar negativamente o seu trabalho e desmotivar o profissional que se está a dedicar de corpo e alma ao seu trabalho.


Para evitar situações constrangedoras fique a saber o que não deve dizer ou fazer a um maquilhador.






1. Estar a sufocar o profissional enquanto este está a trabalhar


Esta situação acontece muito em maquilhagem de Noiva, por exemplo. A grande maioria dos profissionais pede para ficar sozinho com a Noiva enquanto realiza a sua maquilhagem para não haver distrações. Mesmo após este pedido os convidados vêm-se na obrigação de entrar porta dentro para estar com a Noiva. Deixem o profissional trabalhar porque existem timings que têm que ser cumpridos. Ora porque os outros profissionais estão dependentes da maquilhagem, ora porque o maquilhador tem outros trabalhos agendados.

Têm o dia inteiro para usufruir da companhia da Noiva, deixem o profissional estar sossegado a realizar o seu trabalho e não sufoquem, por favor.



2. Clientes ou convidadas mexerem na maquilhagem


Não existe nada mais irritante para um maquilhador que chegar a prima ou a madrinha viciada em maquilhagem e começar a fazer swatches nas paletas de sombras ou nos blushes. São as nossas ferramentas de trabalho e respeitam questões de higiene e limpeza. Em primeiro lugar não é bom mexer em algo que não é nosso sem pedir a devida autorização, em segundo lugar vão estar a contaminar o produto com as mãos e isso deixa um verdadeiro profissional aterrorizado. Ver com os olhos tudo bem mas as mãozinhas ficam sossegadas, pode ser?



3. Dar o seu "jeitinho" quando o maquilhador termina a maquilhagem


De certeza que já aconteceu a todos os maquilhadores: terminar a maquilhagem, estar orgulhoso do seu trabalho e a seguir a cliente esfrega o dedo na pálpebra ou pega no pincel e começar a tentar fazer um movimento de "arrastar" da sombra. Ora bem, até o podem fazer mas quando o maquilhador for embora. Fica deselegante estragar o trabalho à frente dos seus olhos. Podem sempre ter uma atitude mais correcta e pedir que o profissional altere alguma coisa e dê esse mesmo jeito.



4. Alguém que não contratou o serviço pedir maquilhagem emprestada


Muitas vezes as pessoas não contratam o serviço connosco porque acham caro e optam por maquilhagens mais baratas. No entanto, quando chegam perto já o lápis esborratou ou a sombra voou com o vento e pedem para dar um jeitinho ou um produto de maquilhagem emprestado. Um profissional não deve trabalhar sobre o trabalho de outro por uma questão de ética e respeito e além disso os produtos que compramos e nos quais investimos grande parte do dinheiro das "maquilhagens caras" são caros e são para os nossos clientes que contratam os nossos serviços.



5. Quando os familiares chegam perto da Noiva e começam a mexer na cara


Quando os familiares não cumprem o ponto nº 1 e chegam perto da Noiva começam a mexer nas bochechas, a esfregar as mãos na cara e a dar beijos repenicados com batom nos lábios. Sabemos que é a emoção a falar alto mas também é o nosso trabalho que fica em causa.

Já existe maquilhagem à prova de água, suor, etc, mas beijos com batom, esfregar as mãos e apertar a pele vai arruinar tudo o que o profissional esteve a fazer. Convidados não façam isto por favor!



6. Estar a controlar o trabalho do profissional com um espelho


Quando a cliente está de espelho em punho a controlar cada passo do maquilhador é muito deselegante. Isso transmite falta de confiança no trabalho que o profissional está a desenvolver. Quando o profissional necessitar do aval da cliente para algum detalhe ele próprio mostra. Não precisamos que estejam de sentinela para que o nosso trabalho seja melhor.



7. Profissionais com curso de youtube a mandar dicas ao profissional


Hoje em dia qualquer pessoa se consegue maquilhar minimamente. Existe muita oferta de tutoriais no youtube mas isso não faz de quem os assiste um profissional da maquilhagem. Por isso, não digam ao profissional como se faz porque a youtuber Maria ensinou de outra forma. Nada contra a youtuber Maria mas o profissional teve formação profissional e sabe o que está a fazer e não precisa de dicas. Uma coisa é a pessoa gostar de maquilhagem, outra é perceber de maquilhagem. É uma diferença abismal.



8. Não cumprir os horários estabelecidos


Existem épocas em que a agenda de um maquilhador devia ter o tamanho A3 para conseguir dar resposta a tanto trabalho. Tanto o profissional como a cliente devem cumprir os horários acordados porque caso exista uma falha isso pode comprometer o resto do dia e os outros clientes ficam à espera.



9. Desistir do serviço meia hora antes


Desistir de um serviço meia hora antes é de muito mau tom. Contratar serviço para cinco damas de honor e no dia desistem duas também é uma tremenda falta de respeito. O maquilhador tem que preparar os produtos consoante o número de clientes e pode até mesmo ter recusado outros trabalhos porque tinha a sua marcação.



10. Regatear preços


Regatear está a ganhar novos adeptos e muitas vezes as pessoas acabam por perder a noção até onde podem ir. O profissional estabeleceu aquele preço e quando marcou já sabia o valor. Se o profissional quiser fazer um desconto por ser bom cliente, por ter marcado mais de 4 amigas consigo ou por outro motivo qualquer ele faz, não questione preços quando não sabe o investimento que está por trás em formação, produtos, higienização, deslocação, etc.

Pedir para fazer mais barato porque é uma maquilhagem simples também não pega. Muitas vezes os looks naturais são os mais difíceis de criar e levam exactamente os mesmos produtos que uma maquilhagem mais elaborada. Se não quiser pestanas, glitter ou batom não é problema do maquilhador, não usa porque não quer.

Quanto o maquilhador paga as formações não regateia preços.

Quando paga a água depois de passar dias a fio a lavar pincéis também não pede desconto.

Quando vai ao mecânico por desgaste das deslocações ou paga uma renda de aluguer de espaço também não regateia preços.


104 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo